IMC (ÍNDICE DE MASSA CORPORAL)

O IMC  representa a relação da massa corporal para a altura ao quadrado.

O IMC é um bom indicador, mas não totalmente correlacionado com a gordura corporal. As suas limitações são:

• não distingue massa gordurosa de massa magra, podendo ser pouco estimado em indivíduos mais ve­lhos, em decorrência de sua perda de massa magra e diminuição do peso, e superestimado em indivíduos musculosos;

• não reflete, necessariamente, a distribuição da gordura corporal. A medida da distribuição de gordura é importante na avaliação de sobrepeso e obesidade porque a gordura visceral (intra-abdominal) é um fator de risco potencial para a doença, independentemente da gordura corporal total. Indivíduos com o mes­mo IMC podem ter diferentes níveis de massa gordurosa visceral. Por exemplo: a distribuição de gordura abdominal é claramente influenciada pelo sexo: para algum acúmulo de gordura corporal, o homem tem, em média, o dobro da quantidade de gordura abdominal em relação à mulher na pré-menopausa;

• não indica necessariamente o mesmo grau de gordura em populações diversas, particularmente por cau­sa das diferentes proporções corporais. Na população brasileira, tem-se utilizado a tabela proposta pela OMS para classificação de sobrepeso e obesidade e seu uso apresenta as mesmas limitações constatadas na literatura. Apresenta, no entanto, semelhante correlação com as comorbidades.

A combinação de IMC com medidas da distribuição de gordura pode ajudar a resolver alguns proble­mas do uso do IMC isolado.

  1. Nenhum comentário ainda.
  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: