Dia do profissional de educação física

     Parabéns a todos os profissionais comprometidos com a saúde, a educação e a cidadania de todos os brasileiros!

     Ano após ano, dia após dia, luta após luta a nossa profissão está evoluindo e chegando no reconhecimento profissional merecido, exaltando o nosso verdadeiro valor e importância.

    Nossa importância é representada pelos conhecimentos, atitudes e nossa poderosa ferramenta de trabalho o EXERCÍCIO FÍSICO.

     EDUCADOR FÍSICO a profissão do presente!! Promovemos saúde, previnimos doenças e  promovemos mudanças!!

Anúncios

Atividade física é sinônimo de vida longa

atividade-fisicaA inatividade física (sedentarismo), assim como o tabagismo, a hipertensão arterial e o colesterol elevado compõem os fatores de risco causadores de importantes problemas cardiovasculares, que representam as principais preocupações no campo de saúde atualmente. A ideia da relação entre atividade física e saúde não é recente: foi mencionada pelos filósofos gregos e romanos há centenas de anos atrás.

         Entretanto, somente a partir dos anos 50 começaram as pesquisas em massa, ao se pesquisar quais doenças atingiam os funcionários aposentados, da companhia de ônibus (motoristas) de Londres, comparadas com os dos correios,  por exemplo, concluiu-se que os motoristas tinham o dobro de doenças do coração do que os carteiros. Hoje sabemos que o baixo nível de atividade física é um importante fator no desenvolvimento de doenças crônico degenerativas, como obesidade, diabetes tipo II, hipertensão arterial, angina/infarto do miocárdio, osteoporose, câncer de mama e do reto.

         Inversamente, a atividade física pode reduzir o risco de desenvolvimento dessas doenças crônicas, além de aumentar a expectativa de vida e evidente melhor controle do peso corporal. Constatações recentes têm demonstrado que estes benefícios ocorrem mesmo entre os indivíduos sedentários ou incapacitados e que se tornaram mais ativos. Além dos idosos, que passaram a ter uma vida fisicamente independente, com menor risco de quedas, melhor estado de humor, aliviando os frequentes sintomas de depressão e ansiedade, enfim elevando os padrões de saúde e qualidade de vida dessa crescente população.

         Avaliações dos RH (recursos humanos) de empresas que adotaram programas de atividade física por alguns minutos, durante o trabalho para seus funcionários, mostraram redução na falta ao trabalho, nos custos médicos e com aumento na produtividade. Evidências científicas têm reforçado que um estilo de vida ativo desde a infância traz vários benefícios desde melhor rendimento escolar, menos faltas às aulas, até melhora no relacionamento com os pais e aumento da responsabilidade em geral.

          Portanto, a melhor maneira de mudar o padrão de vida é mudar o padrão do pensamento. Torne seu pensamento em atitude. Exercite-se hoje e sempre!

Quebrando “platôs”

training1        Muitos praticantes de exercícios físicos sistematicamente podem chegar a um “platô”, onde seu nível de condicionamento físico não muda e experimentam um período de estabilidade: não perdem mais peso, não conseguem melhorar rendimento, não conseguem aumentar massa muscular. O que é necessário para quebrar o ”platô”  e atingir níveis mais elevados de rendimento e estética e alcançar melhores resultados? Tente a PERIODIZAÇÃO.

Treinamentos Periodizados

        Periodização é um método de maximizar a aptidão e desempenho através da estruturação de programas de treinamento em períodos ou fases, utilizando variação programada de cargas de treinamento e de recuperação de uma forma cíclica. Trata-se de focar o estímulo de treinamento em uma ou duas variáveis em um tempo e manipulando e alterando sistematicamente as variáveis ao longo do programa de treinamento. Ao variar o treinamento, você altera o estímulo para continuar se adaptando.

        Um número de estudos demonstrou que o treinamento usando uma variação programada de volume e intensidade produz melhores resultados (por exemplo, os ganhos de maior força e uma maior diminuição do porcentual de gordura corporal) do que o treinamento sem periodização. Enquanto a variação é vital para prevenir “platôs”, você deve fazer todas as alterações aos programas com os objetivos concretos. Nunca faça mudanças em uma base aleatória simplesmente por causa da variedade. Quando você projetar programas periodizados a ênfase do treinamento e sequenciamento devem ser guiada por seus pontos fortes e fracos.

        Existem algumas maneiras diferentes para organizar a variação dos estímulos de treinamento. A maneira tradicional é chamada de periodização linear, durante o programa inicialmente se enfatiza o volume e durante o processo se diminui o volume aumentando a intensidade dos treinos. A estrutura oposta, periodização linear inversa, inicia-se com maior intensidade e menor volume e evolui para a menor intensidade e maior volume. Finalmente, com uma estrutura não-linear, ou periodização ondulatória, existe uma variação do volume e intensidade de semana a semana ou mesmo de um dia para todo o programa. Qual método é melhor é difícil de dizer pela individualidade biológica. Estudos têm mostrado resultados mistos. Parece que a periodização ondulatória e periodização linear são mais eficazes para aumentar a força e hipertrofia muscular, enquanto periodização linear inverso é mais eficaz para aumentar a resistência muscular.

Recuperação Adequada

         A recuperação pode ser o aspecto mais negligenciado do treinamento. Melhorias na aptidão ocorrem durante o período de recuperação entre os treinos, não durante o exercício em si. Adaptações fisiológicas positivas ocorrem quando a alternância entre estresse e recuperação está corretamente programada. Após um estresse do treinamento, você se adapta fisiologicamente e compensa, de modo que quando se deparar com o mesmo estímulo novamente, não causa o mesmo nível de distúrbios fisiológicos. Se a recuperação entre os treinos não é adequada seu rendimento e sua capacidade de adaptar-se a exercícios subsequentes irá diminuir. Você mais se adaptará ao treinamento quando se recuperar do treino anterior estando totalmente preparado para tolerar um novo estímulo de treinamento.

         A rápida e completa recuperação de seus treinos depende de uma série de fatores, incluindo idade, intensidade do treinamento, nutrição, sono, estresse e nível de aptidão cardiovascular. O fator idade deve ser considerado porque as pessoas mais jovens recuperam mais rápido entre os treinos, permitindo-lhes realizar exercícios intensos com mais freqüência. A intensidade do treino é um fator marcante, maior intensidade exige maior tempo de recuperação. Nutrição também influencia a recuperação: a falta de nutrientes ou um atraso na alimentação pós-treinos retarda a recuperação. Altos níveis de estresse e poucas horas de sono profundo, podem também prejudicar a recuperação. Por outro lado, uma vez que a recuperação é um processo aeróbio, um elevado nível de aptidão cardiovascular eleva a recuperação porque o sistema circulatório é capaz de fornecer nutrientes e remover metabolitos mais rapidamente.

Dica: Treinar com um PERSONAL TRAINER é o modo mais fácil de evitar “platôs” e treinar na zona de progressão perfeita.

Faça a sua escolha…   😉

 

Viva

Dalai Lama quando perguntado o que mais o surpreende na humanidade, ele responde: “O homem. Por que ele sacrifica sua saúde a fim de ganhar dinheiro. Depois sacrifica o dinheiro para recuperar a saúde. E ele é tão ansioso sobre o futuro que ele não vive o presente; e o resultado acaba sendo que ele não vive o presente nem o futuro; vive como se não fosse morrer, e depois morre sem nunca ter realmente vivido.”

TOME UMA ATITUDE! 

Hoje estou escrevendo não para falar de exercício mas para te mostrar outras verdades…

Vou te dizer a dura verdade, e você não vai gostar.

Muitos de vocês não será bem sucedido.

Por quê?

Porque quando as coisas ficam difíceis,

Quando as pessoas se cansam,

Se algo não é fácil – as pessoas desistem

Bem, eu estou aqui para dizer-lhe que …

O sucesso não é uma semana de trabalho concluído. O sucesso é trabalhar com o coração todos os dias e viver a vida com mais alegria.

O trabalho é muito importante mas temos que pisar no freio. As pessoas pensam em trabalho 24h e esquecem família, amigos, saúde…Sucesso é saber viver melhor os momentos da vida e principalmente sermos mais humanos…

Quando outras pessoas estão reclamando, você deve contar suas bênçãos.

Quando outras pessoas estão se preocupando com o que as outras pessoas têm, você deve ajudar e doar aos outros.

Quando outras pessoas estão falando mal ou odiando, você está elogiando as realizações de outras pessoas e dizer a quem quiser ouvir sobre eles.

Agora te pergunto: Você está dando o seu melhor?

As coisas que você disse que nunca faria, você pelo menos tentou fazer? Se tentou, tenho certeza que conseguiu ou está fazendo agora! As pequenas decisões que você fez em sua vida cotidiana o conduz até aqui.

Tenho certeza que você pode fazer melhor do que o que você está fazendo agora!

Imagine que você está em um estádio e toda sua família e amigos estão na arquibancada. Agora diga que você está fazendo o seu melhor. Será que você olha para baixo quando você disse isso, ou você olha bem nos olhos deles?

Veja…

A vida é dura e eu não posso lhe garantir que vai ficar mais fácil. Na verdade, ela vai ficar mais difícil.

Mas posso garantir que vai mudar, se você mudar a sua percepção e, finalmente, ser honesto consigo mesmo.

É hora de você ser grande.

É hora de você agir.

É hora de dar o seu melhor.

DÊ SENTIDO A VIDA!

Existia um cientista coreano, ele era um cara bem velho e ninguém conseguia trabalhar com ele, porque ele era muito pró-ativo e bem sucedido. Ele estava em todo o lugar e ele costumava fazer problemas de matemática no ar por escrito com o dedo.

Perguntaram um dia, quando ele pensou que iria se aposentar?

Ele disse: “Aposentar? Nunca! Se eu me aposentar, eu morro! Quando eu parar de desafiar minha mente e não tiver um propósito todos os dias, eu irei morrer!”

Estamos todos morrendo, muito lentamente todos os dias – isso é um fato duro e frio. Mas você está realmente vivendo?

Quando foi a última vez que você sentiu vivo?

Quando foi a última vez que você fez algo que alguém disse que você nunca poderia fazer?

Basta fazer alguma coisa!

Viva com um senso de urgência.

Viva como se não houvesse amanhã.

Dê sentido a vida!

Viva!

Categorias:Uncategorized

Motivação para treinar

Se você está sem motivação para treinar e não consegue manter uma frequência, ter uma progressão nos treinos e consequentemente não atinge seus objetivos, segue abaixo algumas dicas:

 – Não deixe de ir na academia na segunda ou na terça isso o motivará no restante da semana.

– Encontre um(a) parceiro(a) de treino, treino em dupla promove maior incentivo para ir a academia.

– Estipule uma meta possível de ser atingida para não gerar grandes expectativas e acabar frustado(a).

– Trace objetivos intermediários antes de chegar no objetivo final, isso ajudará você a atingir seu objetivo principal.

– Se você treina depois do trabalho, vá do trabalho direto para academia. Se tiver que passar em casa não sente no sofá ou ligue a TV ou computador.

– Se você sente indisposição para treinar depois do trabalho, acorde mais cedo e treine antes de ir para o trabalho, treinar de manhã proporciona um dia com muito mais energia, disposição e bom humor.

– Não vá treinar em jejum prolongado. Faça uma refeição por volta de 1 hora antes ou suplemente de 30 minutos a 1 hora antes dos treinos.

–  Tenha paciência e consistência! Os resultados não vem da noite para o dia.

– Contrate um Personal Trainer para te ajudar presencialmente ou através da consultoria online! Fazendo esse investimento você terá muito mais motivação, incentivo e segurança além de conseguir atingir 2 a 3x mais rápido seus objetivos. Qualquer dúvida só entrar em contato.

Treinamento de Força e Metabolismo

          O treinamento de força, que envolve o uso de pesos, bandas elásticas, kettlebells ou outras formas de resistência que desafiam seu corpo a trabalhar mais do que ele faz na vida cotidiana, definitivamente aumenta sua taxa metabólica. No entanto, o mesmo acontece com o exercício aeróbios. A diferença é quanto tempo e quanto essas atividades impulsionam o seu metabolismo que realmente tem um impacto sobre sua capacidade global para perder gordura corporal e/ou diminuir o seu peso.

          Vamos entender melhor o metabolismo:

          Primeiro temos a nossa Taxa Metabólica de Repouso (TMR) ou Taxa Metabólica Basal (TMB). Esta é a energia necessária (quantificados em calorias) para manter nosso corpo vivo – o nosso coração batendo, a respiração nos pulmões, etc. O TMB compõe cerca de 60 a 80 por cento da nossa taxa metabólica total. A variação na TMB é devido a diferenças individuais entre as pessoas, os alimentos que nós consumimos, e da atividades realizadas que podem alterar diretamente TMB.

          Segundo, temos o Taxa Metabólica da Atividade (TMA). Quanto mais ativo você for, mais a sua taxa metabólica total será aumentada. TMA inclui todas as atividades que você realiza no cotidiano.

          Terceiro, temos o Efeito Térmico da Alimentação (ETA). Esta é a quantidade de energia gasta para comer e digerir os alimentos e utilizar os nutrientes para criar mais energia.

          Assim, nosso metabolismo, conhecido como o Gasto Energético Total (GET) = TMB + TMA + ETA. Cada componente é diferente para cada pessoa, resultando numa única taxa metabólica.

          O treinamento de força aumenta a nossa GET, elevando a quantidade de calorias gastas na atividade (TMA). Quanto mais intenso for o treino de força, maior a quantidade de calorias que você gastará através do exercício. Por sua vez, se a sua ingestão de alimentos não for muito superior às suas necessidades, você vai perder peso e gordura corporal. Caso seu objetivo é aumentar a massa muscular é importante ter um balanço calórico positivo, ou seja, consumir mais calorias do que perde com o GET.

          Curiosamente, o treinamento de força também aumenta a quantidade de calorias gastas no seu TMB. A razão que faz isso é aumentando a quantidade de massa muscular magra que você carrega e toda busca fisiológica para chegar na homeostase (equilíbrio) novamente, o que requer mais energia para manutenção e reparação dos tecidos.

          O treinamento em si é um stress fisiológico para o organismo, mas veja bem, se feito na intensidade e volume adequado um stress controlado é importante para gozar dos benefícios que o exercício em si proporciona. Antes de realizar o exercício a pessoa esta em homeostase (equilíbrio fisiológico) porém quando começa os exercícios essa homeostase é quebrada e inumeras reações ocorrem para suprir toda demanda metabólica.

          Após o término dos exercícios o organismo começa através de reações metabólicas de recuperação a buscar a homeostase novamente, e isso demanda um tempo proporcionando uma taxa metabólica elevada após os exercícios.

          Tanto o treinamento de força como os exercícios aeróbios aumentarão sua necessidade de energia no momento da atividade, e por algumas horas depois, quando os mesmos são realizados com a mesma intensidade.

          No entanto, o treinamento de força é o único que se você executar várias séries de um peso desafiador pode manter a taxa metabólica depois da atividade elevada por 24-36 horas. Essa energia gasta depois do treinamento é conhecido como EPOC (excess post-exercise oxygen consumption  ou consumo de oxigênio em excesso pós-exercício).

         Em geral, o treinamento de força pode aumentar o seu metabolismo, mas tem que ser mais desafiador do que as atividades que você faz todos os dias. Os exercícios devem ser realizados com intensidade, na zona de desconforto, para que realmente você consiga otimizar o treino e os benefícios. Você não pode esperar que halteres de 3kg irão fazer muita diferença para a sua taxa metabólica se quando você for carregar seus filhos eles pesarem mais, ou seus sacos de supermercado são mais pesados​​. Seu corpo precisa se lembrar que a musculação exige “força” para que você possa realizar atividades cotidianas em conformidade. Caso contrário, seu organismo não vai começar o desafio que ele precisa para construir músculos, ganhar tonus muscular e perder gordura e se sentir melhor em qualquer roupa – e é isso que todos nós estamos procurando, né?

          Portanto, o treinamento de força só irá trazer benefícios para todos…e mulheres não fiquem com receio de aumentar a carga dos exercícios que vocês não irão ficar musculosas. Treinem sempre com intensidade porque esse aumento só irá ajudar a ganhar mais tonus muscular e proporcionará um aumento do seu metabolismo favorecendo a queima de gordura.

I’m back!!!

Estou de volta com o blog! A correria do dia a dia com as aulas me fez mudar o foco e deixei de lado esse blog por um longo período porém resolvi voltar e espero agregar mais conhecimento a todos. Qualquer dúvida ou sugestão só entrar em contato! Vamos em frente, temos muito assunto para esclarecer!

Categorias:Uncategorized